info Declaração sobre o COVID-19

Apesar de o vírus estar afetando a todos de formas diferentes, os nossos cursos online continuam, como planejado.
Considere a oportunidade de se juntar à nossa sala de aula global e online, tendo, dessa forma, uma experiência enriquecedora e interativa que vai estimular a sua carreira.

O que é a tecnologia 5G e como ela pode impactar as empresas?

Emeritus |04 junho, 2020 | 6 - minutos para ler

Você já deve ter lido ou ouvido falar sobre a tecnologia 5G. Muitas organizações e, até mesmo, pessoas comuns estão esperando a chegada dessa nova rede de conexão para otimizarem suas experiências e comunicações.

A internet é o principal ingrediente da transformação digital e da inovação, pois quanto melhor é a conexão, maior é a velocidade para transmissão de dados na rede. Isso pode trazer diversas vantagens e contribuir para uma modernização e digitalização ainda maior no mundo.

A seguir, apresentamos o que é a tecnologia 5G, como ela vai funcionar e quais aplicações tecnológicas ela vai possibilitar desenvolver. Vamos lá?

Um contexto sobre a internet móvel

Nos últimos anos, vivenciamos o desenvolvimento da internet móvel no Brasil. Desde a conexão 1G até a sonhada 5G, muita coisa mudou. Neste tópico, vamos analisá-las separadamente para facilitar o entendimento sobre como a tecnologia 5G vai transformar todos os elementos da sua vida.

Internet 1G

Esse foi o primeiro sinal de rede disponível para celulares, responsável por permitir as ligações sem fio. A transmissão de dados era feita de forma analógica, ou seja, por meio de ondas com frequência variável. A internet 1G foi introduzida nos anos 80, e a qualidade das ligações era mais baixa por causa da variação no tamanho das ondas.

Internet 2G

O 2G chegou em meados dos anos 90, e a sua principal diferença era a utilização da tecnologia digital. Até aqui, o objetivo principal era melhorar a qualidades das ligações. Dessa forma, os principais atrativos dessa conexão eram a segurança, a capacidade de fazer mais ligações simultâneas e a integração de serviços, como a troca de mensagens por SMS e a transmissão de dados entre aparelhos, como o FAX.

Existia também a possibilidade de acesso à internet móvel. No entanto, a transmissão de dados era muito lenta (cerca de 40kbps), e a infraestrutura era muito simples. Por isso, quase ninguém utilizava esse serviço.

Internet 3G

A internet 3G é uma evolução da rede 2G, suportando ainda mais ligações de voz e troca de dados na mesma frequência, além de ter um custo de operação menor. Na prática, podemos dizer que o 3G foi a primeira internet móvel de verdade, pois a sua transmissão era a mais veloz já vista.

O WCDMA suportava uma velocidade de até 384kbps, enquanto o HSPA chegava até 7,2Mbps e o HSPA+ atingia até 21,6Mbps. Todas essas opções de tecnologias de transmissão eram contempladas dentro da conexão 3G.

Internet 4G

A tecnologia 4G chegou para mostrar que era possível fazer ainda mais. Essa nova conexão baseada em IP, no qual cada aparelho conectado é identificado com um endereço diferente, trouxe uma velocidade de 100Mbps em movimento e 1Gbps em repouso.

Seu diferencial em relação às demais é que, além da velocidade, ela permite um maior número de usuários conectados sem perder qualidade no sinal. O cálculo é de que a sua velocidade seja de quatro a 100 vezes mais rápida do que o 3G.

Outro ponto é que, a conexão 4G prioriza o tráfego de dados — seja áudio, texto, vídeo, foto — e não mais o tráfego de voz, comum na 3G. Isso porque a transmissão de dados é feita em faixas de frequência individuais.

Entenda o que é o 5G e suas características

tecnologia 5g

O 5G é a quinta geração da tecnologia de comunicação em rede sem fio. É o sucessor do 4G e do 3G, e tem capacidade para lidar com maiores taxas de dados, com maior velocidade e qualidade. Este é um dos principais objetivos do 5G: criar uma rede mais rápida, inteligente e eficiente.

O seu conceito ainda está na etapa de teste e correção. No Brasil, a Anatel divulgou que o leilão de frequência 5G, que estava previsto para acontecer em 2020, será adiado para 2021. A mudança de data visa aprimorar as discussões sobre os tópicos essenciais para o formato do leilão.

A evolução da internet permitirá o alcance de grandes velocidades de navegação em dispositivos como smartphones, tablets e wearables, que hoje ainda têm uma grande limitação relacionada à rapidez de acesso e troca de dados com o servidor. No entanto, as promessas dessa tecnologia vão muito além disso.

A principal expectativa é que a tecnologia 5G seja o primeiro passo para a criação de uma estrutura robusta o suficiente para o desenvolvimento de novas aplicações, principalmente, a Internet das Coisas, que vai permitir que dispositivos conectados se comuniquem entre si.

Conheça mais sobre o que é possível com o 5G

Além de permitir que a navegação ocorra em alta velocidade, carregando vídeos em resolução 4K, por exemplo, a tecnologia 5G vai trazer outras mudanças muito esperadas pelo mercado.

Processamento em nuvem

Com o 5G, será possível um processamento em nuvem muito mais rápido e maior, reduzindo ou mesmo eliminando a necessidade de dados armazenados. Essa tecnologia dará suporte para uma série de aplicações e processos, como maior capacidade de transmissão de sensores, que auxiliará no desenvolvimento de drones e carros autônomos, por exemplo.

Internet das Coisas

O 5G vai viabilizar o desenvolvimento de novas aplicações de Internet das Coisas (IoT). Atualmente, os dispositivos IoT são muito dependentes da capacidade de computação integrada e dos dados armazenados. Isso acontece pois o 4G ainda não é capaz de fornecer processamento imediato e frequências necessárias para o desempenho total dos aplicativos.

Já com o 5G, os sensores e dispositivos de rede terão maior capacidade de conexão, e não precisarão se comunicar apenas com um servidor em nuvem, mas também com milhares de outros aplicativos em tempo real.

Cobertura de sinal

A cobertura de sinal do 5G é diferente das gerações anteriores. Essa rede utiliza frequências mais altas, com uma latência menor. Por isso, será necessária a instalação de mais torres para dar suporte ao sinal da rede. No entanto, as “torres” do 5G são menores e poderão ser instaladas em edifícios e postes.

Além disso, o sinal 5G vai beneficiar as baterias dos dispositivos. A expectativa é de uma redução de 90% do consumo energético em comparação às redes de conexão anteriores.

Saiba como será o acesso a essa tecnologia

Em termos gerais, a tecnologia 5G vai trazer muito mais impactos no mundo do que apenas para o setor de telecomunicações. Essa nova conexão trará muitas mudanças, ao passo que diversas áreas da indústria poderão se beneficiar com o seu uso, por exemplo:

  • saúde;
  • logística;
  • educação;
  • serviços em gerais.

É importante entender que a tecnologia 5G não é uma conexão voltada apenas para smartphones, notebooks e tablets. Qualquer dispositivo poderá ser conectado e trocar informações em rede. Atualmente, empresas e órgãos nacionais e internacionais estão discutindo os impactos esperados e determinando quais serão as regulações necessárias para esse mercado.

Até o momento, o principal desafio é a construção da estrutura de suporte para essa tecnologia em escala global, para facilitar a criação de uma rede mundial. Sem contar que as operadoras de telecomunicação estão se planejando para começar a oferecer esse serviço em escala.

Embora a tecnologia 5G ainda não seja utilizada, o mundo já consegue visualizar os benefícios que essa nova geração de internet vai trazer para esta era digital, permitindo que empresas consigam explorar melhor os recursos de conectividade e ofereçam, assim, uma experiência de compra personalizada para os consumidores.

Quer entender melhor como está o processo de evolução e desenvolvimento de novas tecnologias? Confira o nosso artigo sobre Transformação Digital no Brasil.

Comente

Receba Conteúdos exclusivos
sobre Business Management!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.