SEO e SEM: como alavancar seus resultados de marketing digital?

Emeritus |25 dezembro, 2019 | 6 - minutos para ler

O Inbound Marketing é uma forma de gerar valor e atrair compradores para um produto ou serviço fazendo com que as pessoas cheguem até o negócio ativamente. Isso é possível por meio da publicação de conteúdos que solucionem uma dúvida ou uma dor e ainda gerem uma relação de confiança entre consumidores e marca. Mas não basta sair publicando aleatoriamente — e é nesse sentido que o SEO e SEM mostram a sua importância.

Qualquer campanha de marketing digital precisa de uma estratégia definida. Por mais que o conteúdo de um blog seja criativo, confiável e bem-feito, ele ainda corre o risco de não ser encontrado na imensidão da internet. Por isso, é preciso trabalhar a favor dos motores de busca, como Google e Bing, e este artigo vai lhe mostrar o melhor caminho para isso.

SEM: entenda o que é e como funciona

SEM é abreviação para Search Engine Marketing, ou marketing para os mecanismos de busca, em tradução livre. Na prática, são formas de otimizar sites e blogs, deixando-os o mais próximo do topo da primeira página de um buscador.

Para tanto, são necessárias duas estratégias que trabalham paralelamente: o SEO, que atrai tráfego orgânico, ou seja, não é preciso pagar pelo rankeamento, e os links patrocinados. Dessa forma, o SEM acaba sendo a estratégia mais ampla, que inclui o SEO como uma de suas vertentes.

Quando se fala nos anúncios e links patrocinados, estamos nos referindo àqueles que aparecem nos buscadores, em redes sociais e diversas outras plataformas. Esses materiais envolvem estratégias como a pesquisa de palavras-chave e segmentação de público para que a ação seja mais efetiva.

Uma observação necessária sobre buscadores

A palavra buscador tem sido citada com frequência neste texto. Assim, é preciso entender com quais você vai trabalhar acima de tudo. Nesse sentido, o Google conta com mais de 97% dos acessos, seguido pelo Bing e pelo Yahoo, com pouco mais de 1% cada, de acordo com uma pesquisa feita pelo site Statista.

Com esses números, fica claro que entender bem os mecanismos do Google e estar por dentro de todas as regras que vão surgindo acaba sendo um diferencial para qualquer estratégia.

E quanto ao SEO: saiba por que é tão importante

seo

SEO envolve os mecanismos que possibilitam a otimização de sites, blogs e demais páginas da web. A sigla significa Search Engine Optimization, que pode ser traduzida como otimização para motores de busca.

Ao trabalhar adequadamente cada uma das técnicas de SEO, como entender a intenção de busca, desenvolver a palavra-chave, produzir um conteúdo relevante e ter uma URL clara, é possível que o seu site apareça nas primeiras posições de uma pesquisa em um buscador de maneira orgânica.

E é o que faz toda a diferença para uma tráfego crescente de visitantes, mantendo o negócio on track. Até porque poucas pessoas têm paciência de ir para as páginas seguintes em uma busca — em média, 53% do público clica no primeiro resultado que aparece organicamente, segundo relatório do Search Engine Watch.

SEM X SEO: as diferenças entre os dois

A principal diferença é que o SEM incorpora o SEO, que foca o aumento de visitantes do site de maneira orgânica, apenas apostando em boas práticas, principalmente de acordo com o Google, como foi falado.

Já o SEM é mais abrangente: visto como marketing na internet, ele consegue melhorar a visibilidade de um site também por meio de publicidade com links patrocinados.

Pilares para SEO e SEM: como trabalhá-los

Algo que deve ficar claro é que SEO e SEM não se anulam, mas, sim, são complementares. Quando se aposta no bom uso das duas ferramentas, uma estratégia se torna mais eficiente e acaba convertendo mais.

O motivo? Ao trabalhar bem o tráfego orgânico, é possível ter um alcance melhor com os links patrocinados e o inverso também é verdadeiro. Na sequência, trazemos explicações práticas para as estratégias.

Links patrocinados

Trata-se de anúncios em forma de texto que aparecem em um mecanismo de busca a partir das pesquisas feitas. Por exemplo, se você pesquisar a sigla SEO, terá os primeiros resultados com a marca de anúncio. Ou seja, são links patrocinados, pois pagaram para ter essa posição.

Há ainda os anúncios em redes sociais que, ao clicar, acabam redirecionando o usuário para uma determinada página. Para acertar no tipo de anúncio, é básico entender o seu público e utilizar o Google Adwords ou outras plataformas. Você pode começar gastando pouco e aumentar o investimento conforme for sentindo mais segurança e aperfeiçoando a estratégia.

SEO on page

A forma de trabalhar o SEO funciona de duas formas: on page, quando tudo o que você faz é em relação ao seu site ou blog, e off page, envolvendo outros sites e usando o potencial da internet. Focando em SEO on page, é preciso ter em mente um conjunto de boas práticas, como:

  • palavra-chave: compreender quem é o usuário facilita o entendimento de como ele busca o que precisa no Google. Assim, trabalhar a palavra-chave ideal é o primeiro passo. Lembrando que não basta encher um texto com a expressão específica, pois fica repetitivo e o buscador não rankeia;
  • conteúdo: texto, e-book ou infográfico com informações relevantes, escrita fluida e que sane a dúvida do público auxilia no rankeamento. Ser original também faz a diferença, portanto, fugir do plágio é obrigatório;
  • experiência do usuário: focar a escaneabilidade, ou seja, um conteúdo fácil de ler, com intertítulos e parágrafos curtos, é mais atraente. Trabalhar com imagens de qualidade e que não pesem no carregamento também conta pontos;
  • URLs: ser sucinto, usar a palavra-chave e evitar números e símbolos são boas práticas neste item;
  • meta-descrição: preencher o campo de meta-descrição é uma maneira de mostrar aos visitantes o que eles vão ver na página e ajuda no rankeamento do Google.

SEO off page

Quando você trabalha o SEO além do seu blog ou página, está fazendo isso off page e é possível, principalmente, por meio de:

  • link building: ao inserir não apenas links do seu site no conteúdo, mas de outras páginas relevantes, sempre que fizer sentido, para que o Google entenda que não se trata de algo isolado;
  • guests posts: trocar posts pode fortalecer os domínios envolvidos. Conteúdos de uma outra empresa ou personalidade no seu site e vice-versa dão mais relevância a ambas as partes.

Quem aposta em marketing de conteúdo e quer uma presença digital mais robusta deve encarar o SEM e o SEO como ferramentas complementares, não excludentes. Quanto mais as estratégias forem aperfeiçoadas, mais fácil é alcançar o tão concorrido topo da primeira página de buscas. Com isso, o tráfego, o público e as vendas aumentam, trazendo mais relevância a um negócio.

Para aperfeiçoar o seu conhecimento sobre Inbound, que tal entender mais sobre o ROI de Marketing Digital e ver como ele é um diferencial?

Comente

Receba Conteúdos exclusivos
sobre Business Management!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.