info Declaração sobre o COVID-19

Apesar de o vírus estar afetando a todos de formas diferentes, os nossos cursos online continuam, como planejado.
Considere a oportunidade de se juntar à nossa sala de aula global e online, tendo, dessa forma, uma experiência enriquecedora e interativa que vai estimular a sua carreira.

Marketing de Conteúdo: por que você precisa dele para o sucesso da sua estratégia digital?

Emeritus |23 outubro, 2019 | 6 - minutos para ler

Apresentar produtos e serviços na Internet está, há algum tempo, deixando de ser um diferencial para as empresas e se tornando algo primordial para a sobrevivência dos negócios. Com as mudanças no comportamento do consumidor, que cada vez mais realiza buscas online para fazer aquisições, é necessário adotar o Marketing Digital de forma estratégica para se posicionar, tornar a sua marca mais conhecida e alavancar as vendas.

O problema é que muitos negócios estão perdendo grandes oportunidades de gerar valor online para o público. De acordo com uma pesquisa da consultoria McKinsey, realizada em parceria com a Associação Brasileira de Anunciantes (ABA), 80% das empresas estão com um nível de maturidade baixo em estratégias digitais.

Caso a sua organização esteja dentro desse perfil, é hora de começar a mudar o cenário. Um importante passo a ser dado é começar a investir no Marketing de Conteúdo, um dos processos que pode trazer excelentes resultados. Neste artigo, vamos falar desse assunto e fornecer a você as informações essenciais para implementar na sua empresa. Acompanhe!

O que é Marketing Digital?

marketing de conteúdo: jovem mulher usando computador em escritório

Os números que envolvem o uso da Internet no dia a dia das pessoas têm crescido: apenas no Brasil, cerca de 70% da população já está conectada por meio dos seus computadores, notebooks, tablets e smartphones. À medida que o acesso se populariza, os hábitos também vão se modificando, e a busca por produtos e serviços utilizando os mecanismos digitais se intensifica.

Para que as empresas estejam presentes nesse universo virtual, é preciso que elas adotem estratégias de Marketing Digital, que são uma variedade de ações que podem ser tomadas para fazer com que uma marca e as suas ofertas estejam não apenas disponíveis na Internet, como também visíveis.

Usar o Marketing Digital na sua organização não é sinônimo de abandonar as campanhas de mídia offline: elas podem ser estratégias complementares. Até mesmo a Google, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, utiliza outdoors, cartazes em pontos de ônibus e propagandas na televisão para fazer publicidade e tentar converter novos usuários e clientes.

As grandes vantagens do Marketing Digital, quando comparado às mídias offline, são as possibilidades de manter uma interatividade maior com o público que você deseja atingir e a maior facilidade para mensurar os resultados das campanhas realizadas pela sua empresa.

Ao mesmo tempo em que você consegue falar diretamente com as pessoas mais interessadas no seu produto ou serviço, também consegue ajustar as suas mensagens para vender mais e melhor.

O que é Inbound Marketing?

Enquanto uma parte das metodologias de Marketing Digital envolvem ações para uma venda direta, o Inbound Marketing tem como objetivo chamar atenção com informações para resolver as dores e problemas dos potenciais clientes, criar uma relação de confiança e, apenas depois de estabelecido um vínculo, oferecer as melhores soluções.

Satisfazendo as dúvidas do público, a sua empresa consegue que clientes se engajem cada vez mais com a sua marca. É comum que organizações que utilizam o Inbound Marketing como estratégia sejam reconhecidas por terem canais mais abertos de diálogo e por terem mais credibilidade com o público.

No Inbound Marketing, o funil de vendas e a jornada do cliente são vistos do seguinte ponto:

  • topo: é nesse momento que o cliente é atraído. O aprendizado e a descoberta sobre como resolver uma determinada dor são o foco principal aqui;
  • meio: o possível cliente começa a considerar e ter a intenção de realizar uma compra ou contratar um serviço, porque já começa a enxergar melhor o seu problema e notar que realmente precisa de ajuda;
  • fundo: esse é o momento em que o seu produto ou serviço deve ser apresentado para que a pessoa faça uma avaliação da sua proposta e tome a decisão ideal.

Afinal, o que é Marketing de Conteúdo?

Dentro do Marketing Digital e do Inbound Marketing, uma estratégia tem ganhado muito destaque: em uma pesquisa do Content Marketing Institute (CMI), realizada com empresas do ramo B2C, 86% dos respondentes afirmaram que estão utilizando o Marketing de Conteúdo no seu dia a dia. O uso desse processo é justificado por resultados positivos em faturamento que outras organizações já conquistaram até o momento, se tornando grandes cases de sucesso.

No Marketing de Conteúdo, o que você e a sua equipe farão é alimentar o mercado com informações de relevância, que passem expertise, autoridade e confiabilidade para o público e, principalmente, para os potenciais clientes da sua empresa. As possibilidades para colocar essa ideia em prática são muitas, por exemplo:

  • blog posts;
  • e-mail marketing;
  • posts em redes sociais;
  • vídeos e webinars;
  • apresentações;
  • sites institucionais;
  • podcasts;
  • e-books e infográficos.

O formato do conteúdo oferecido pela sua organização será definido a partir do perfil do seu público — afinal, ele deve ser o maior foco do seu negócio. Por exemplo, não adianta você produzir vídeos de alta qualidade se os seus potenciais clientes não têm muito tempo disponível para assisti-los. Nesse caso, criar podcasts poderia ser uma estratégia mais acertada e eficiente.

Como elaborar uma estratégia de conteúdo?

Para ser relevante na Web, é necessário muito mais do que postar um texto no seu blog e esperar que os resultados venham. É fundamental que a sua equipe elabore uma estratégia completa para que o Marketing de Conteúdo seja, de fato, um elemento-chave na conversão de novos clientes. Conheça, a seguir, as principais etapas a serem executadas para colocar o projeto em prática!

Planejamento

O primeiro passo a ser dado na construção do seu planejamento é definir onde você deseja chegar. Estabeleça quais são os seus principais objetivos ao adotar essa estratégia e quais são os indicadores, também conhecidos por Key Performance Indicators (KPIs), que ajudarão a sinalizar que a sua implementação e a manutenção do projeto são bem-sucedidas.

Assim como em qualquer outro planejamento, é importante que essas definições estejam claras, que acompanhem a realidade do seu negócio e que sejam, de fato, mensuráveis. Dessa forma, você poderá mensurar os seus resultados com mais clareza e fazer ajustes sempre que necessário.

Em seguida, você e a sua equipe deverão determinar quais são os perfis de pessoas que desejam atingir e oferecer, ao final da jornada, os seus produtos e serviços. Para isso, é preciso montar descrições completas e detalhadas dos seus clientes em potencial, o que é conhecido com persona. Elas devem ter informações como:

  • nome;
  • idade;
  • profissão;
  • preferências;
  • dores e problemas bem definidos.

Funil de vendas

Neste artigo, já mencionamos o funil de vendas e a jornada do cliente. E é neste momento que ele se mostra ainda mais relevante, pois você e a sua equipe precisarão construir conteúdos alinhados para cada uma das etapas, ou seja, para o topo (atração), o meio (consideração) e o fundo (decisão).

Além disso, também é preciso pensar nos conteúdos que serão disponibilizados para manter a fidelidade do seu cliente no pós-venda. Afinal, tão importante quanto conquistar um novo cliente é retê-lo, já que o custo de aquisição de clientes é normalmente muito maior que o de criar estratégias para mantê-lo.

Baseado nas personas construídas no funil de vendas, você também deve definir quais serão os formatos de conteúdos utilizados, bem como os canais em que eles serão distribuídos: se você quer produzir artigos, será necessário ter um blog; caso o desejo seja produzir vídeos, provavelmente precisará de um canal no YouTube; e assim por diante.

Produção

A partir desse momento, é hora de colocar a estratégia em prática. Para a produção, a sua equipe precisará contar com pessoas especializadas para:

  • fazer a busca das melhores palavras-chave para os seus conteúdos;
  • elaborar os textos e produzir outros tipos de materiais;
  • fazer a revisão completa, para que não tenham erros conceituais, de ortografia e de gramática;
  • otimizá-los com técnicas de Search Engine Optimization (SEO) para que apareçam nos principais buscadores.

É possível tanto contratar novos colaboradores para produzir todos os conteúdos do projeto quanto terceirizar esse serviço, por meio de agências digitais e empresas focadas no desenvolvimento de estratégias de Marketing de Conteúdo — o que é uma boa alternativa, principalmente para quem deseja publicar com muita frequência e escalar a produção.

Com os conteúdos finalizados, você precisará divulgá-los nos canais que escolheu na etapa de definição do funil de vendas. A partir disso, basta acompanhar os KPIs determinados para entender a efetividade do seu projeto e, à medida que for necessário, fazer os ajustes para trazer resultados mais positivos.

Quais são as principais ferramentas utilizadas?

Colocar uma estratégia de Marketing de Conteúdo em prática exige que você utilize um pouco além das ferramentas básicas, como pacotes de edição de textos e imagens. Algumas plataformas disponíveis no mercado ajudam a automatizar o processo, proporcionando mais tempo para a sua equipe focar em outras atividades relevantes para o marketing da empresa.

Para blogs

Existem diversas opções disponíveis de Content Management System (CMSs), tanto em versões gratuitas quanto pagas. Uma das plataformas mais utilizadas para fazer o gerenciamento dos conteúdos e disponibilizá-los para o público é o WordPress, que conta com código aberto para que você faça as alterações que mais precisa para atrair novos leitores e clientes.

Para SEO

A pesquisa das palavras-chave ideais para os seus conteúdos se torna mais simples ao utilizar ferramentas como o SEMrush e o Keyword Tool. Com elas, você já recebe informações quanto ao volume e a relevância de busca daquela palavra, além do nível de dificuldade de SEO para manter-se nas primeiras páginas.

Já para analisar a sua página como um todo, vale a pena utilizar o Google Search Console, que auxilia a identificar pontos de melhoria. Existem ainda outras diversas plataformas e plugins disponíveis para que você possa acompanhar os seus resultados e fazer ajustes para aumentar a relevância do seu conteúdo no Google.

Para mídias sociais

Fazer a gestão completa de cada uma das suas redes sociais pode ser uma tarefa complexa. Afinal, elas normalmente exigem linguagens e estratégias diferentes para atingir cada um dos públicos que passa por elas. Por isso, encontrar plataformas de gerenciamento completo faz toda a diferença na rotina da sua equipe.

Um exemplo de plataforma é o Hootsuite, que atende as demandas relacionadas às principais redes sociais. Com ela, você pode agendar os seus posts, programar mensagens automáticas, além de acompanhar todas as métricas referentes ao engajamento no seu perfil.

Para automação

Caso a sua empresa tenha optado por utilizar o e-mail marketing na estratégia de Marketing de Conteúdo, é imprescindível contar com uma ferramenta de automação. Isso porque organizar e distribuir conteúdos manualmente pelos fluxos de nutrição pode ser uma tarefa bastante complexa e demorada.

Com o apoio de plataformas como a Hubspot e o RD Station, os conteúdos serão enviados automaticamente para as suas leads de acordo com o estágio em que elas se encontrar no funil de vendas. Todo o processo é realizado a partir de uma análise do comportamento do público na sua página.

Como mensurar resultados no Marketing de Conteúdo?

marketing de conteúdo: jovem mulher usando seu computador com post its

Com todos os passos realizados, é preciso saber se a estratégia está sendo efetiva ou se é necessário tomar alguma decisão para que os conteúdos comecem a performar melhor e gerar novas oportunidades de negócios. Para isso, a sua equipe deve fazer o monitoramento e a mensuração dos resultados.

Todo o processo deverá ser realizado a partir dos KPIs estabelecidos durante a fase de planejamento. A frequência da mensuração dependerá dos objetivos do seu negócio, bem como do que você fará com cada um dos dados que forem coletados.

Uma das ferramentas muito utilizadas pelas organizações para acompanhar e mensurar resultados é o Power BI, que dá uma visão completa e gráfica dos principais números da sua estratégia.

É importante destacar que a estratégia de Marketing de Conteúdo traz excelentes resultados, porém é um trabalho de longo prazo: rankear bem nos buscadores, indexar muitas palavras-chave e gerar grandes números para o seu negócio pode levar algum tempo.

Para gerar ainda mais valor para os seus clientes e os potenciais consumidores da sua marca, é importante pensar além dos produtos e serviços oferecidos pela sua empresa. Utilizar o Marketing de Conteúdo para educar e oferecer informações relevantes pode fazer toda a diferença para melhorar a credibilidade e a confiabilidade do seu negócio com todo o mercado.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre Marketing de Conteúdo, continue aprimorando os seus conhecimentos e confira o nosso guia completo de Marketing Digital.

Comente

Receba Conteúdos exclusivos
sobre Business Management!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.