info Declaração sobre o COVID-19

Apesar de o vírus estar afetando a todos de formas diferentes, os nossos cursos online continuam, como planejado.
Considere a oportunidade de se juntar à nossa sala de aula global e online, tendo, dessa forma, uma experiência enriquecedora e interativa que vai estimular a sua carreira.

Liderança 4.0: você está pronto para ser o líder das estratégias digitais?

Emeritus |21 janeiro, 2020 | 6 - minutos para ler

A área de administração de empresas é repleta de termos e teorias que ajudam executivos e empreendedores a encontrar e trilhar o caminho do sucesso. Conhecê-los é importante para que se possa refletir e analisar como melhorar os processos e a gestão de seus negócios.

Management 3.0, customer centricity e transformação digital já foram assuntos retratados aqui no nosso blog. Neste artigo, abordaremos mais um desses conceitos: liderança 4.0. Continue a leitura e descubra a origem desse termo, como aplicá-lo nas organizações e as principais tendências de evolução de estudo e prática relacionados à liderança.

Origem do termo liderança 4.0

liderança 4.0

Quem deu origem ao conceito de liderança 4.0 foi o fundador do Fórum Econômico Mundial (FEM), Klaus Schwab, em 2016. Ele também é o responsável pela criação do termo Revolução Industrial 4.0 — as duas definições são diretamente relacionadas, você verá.

Após analisar e estudar as rápidas transformações e evoluções causadas pela era digital, Schwab percebeu que as pessoas que lideravam as organizações também não eram mais as mesmas. De modo muito simples, a liderança 4.0 refere-se às características necessárias aos líderes para estarem à frente das transformações digitais e da criação e execução de estratégias digitais nas empresas.

É possível que você esteja se perguntando o que significa ser um líder 4.0. De acordo com o fundador do FEM, “o mundo precisa de líderes com inteligência emocional, que sejam capazes de criar e estar à frente de trabalhos cooperativos. Eles treinam, ao invés de comandar; lideram por meio da empatia, não pelo ego. A revolução digital precisa de uma liderança diferente e mais humana.”

É interessante ressaltar que a liderança 4.0 também é colocada, em muitos casos, como sinônimo de líderes digitais. A justificativa para isso é que são pessoas e talentos que criam times e processos que executam a transformação digital. São líderes que incentivam a inovação, mantendo as pessoas conectadas e engajadas por um mesmo propósito.

Características do líder 4.0

Um dos principais desafios da liderança 4.0 é ter que gerenciar pessoas de diversas idades e com visões distintas sobre estratégias e produtos digitais. Hoje, as equipes são formadas por nativos digitais e imigrantes digitais. Além disso, a maioria dos líderes são desse último grupo, ou seja, as tecnologias e os produtos digitais não são algo ainda tão natural para eles.

Talvez os líderes empresariais em formação hoje estejam mais preparados para liderar nesse cenário digital do que aqueles que já estão nessa posição, uma vez que eles são considerados nativos digitais. No entanto, isso não significa que os atuais líderes não sejam capazes de estar à frente de estratégias digitais e nem de desenvolver as habilidades necessárias para tal.

Essa transição para o mundo 4.0 já foi percebida como algo essencial para os executivos, de acordo com pesquisa da Deloitte. Após entrevistas com líderes de quase 20 países, a empresa de consultoria afirma que eles sabem que não estão totalmente preparados para enfrentar todos os desafios da Quarta Revolução Industrial.

Contudo, eles já têm maior entendimento sobre o que é esse movimento e quais são as habilidades necessárias e que devem ser desenvolvidas para uma liderança eficaz. Confira a seguir algumas das principais características do líder 4.0.

Agilidade

Já colocamos aqui diversas vezes que as mudanças estão acontecendo em alta velocidade. Por esse motivo, mais do que nunca, os líderes precisam ser ágeis para identificá-las e fazer as adaptações em equipes e processos, caso necessário. A agilidade faz com que a liderança perceba as mudanças como uma oportunidade de crescimento e inovação.

Inteligência emocional

A capacidade de reconhecer e controlar as suas emoções é uma habilidade extremamente importante, visto que isso influencia diretamente os relacionamentos entre toda a equipe. Além disso, a inteligência emocional do líder precisa ir além do autoconhecimento. É fundamental que ele tenha a sensibilidade de perceber as emoções dos seus liderados.

Coragem

Em um cenário de constante mudança e em uma cultura aberta à inovação, não há muita clareza sobre qual é o melhor caminho a seguir. Por isso, é fundamental que o líder seja corajoso para enfrentar o desconhecido e esteja apto para encarar dificuldades, erros e adaptar a sua estratégia sempre que necessário. Tal coragem da liderança resulta em uma abertura e confiança maior da equipe perante o seu líder.

Visão

O líder deve refletir sobre o futuro. A verdade é que todo líder precisa pensar um passo à frente, seja sobre processos, seja sobre a gestão da equipe. Ser um visionário ajudará o líder a se preparar para as próximas etapas, pensar de modo estratégico e trazer inovações para a empresa.

Flexível

Na transformação digital, esqueça fórmulas de sucesso. Cada negócio, processo e pessoa tem as suas peculiaridades. Por isso, aquilo que funcionou para uma empresa — ou inclusive para a sua no passado — não necessariamente lhe trará sucesso hoje ou amanhã. Dessa forma, flexibilidade é fundamental para conseguir se adaptar e mudar sempre que preciso, na velocidade necessária.

Colaborativo

Uma das palavras em alta no mundo corporativo é colaboratividade. E não é à toa. Não há mais espaço para líderes que somente dão ordens e aguardam tudo pronto. Um líder colaborativo estará próximo da sua equipe, conhecerá as dificuldades dos funcionários e estará apto para ajudá-los a se desenvolver sempre e, consequentemente, entregar resultados cada vez melhores.

Como se preparar para a liderança 4.0

Pode parecer que, em meio a tantas mudanças e adaptações para gerar resultados positivos, não seja possível pensar em como desenvolver todas essas habilidades — até mesmo pode parecer um cenário caótico. Entretanto, uma maneira de ordenar tudo isso é fazer investimentos na capacitação e no desenvolvimento do capital humano da empresa.

A cultura de inovação e tolerante ao erro não pode ser apenas um discurso. Todos os stakeholders cobrarão que elas sejam atitudes reais. Em muitos casos, isso significa uma mudança de comportamento, principalmente da liderança da empresa. Quando falamos de liderança 4.0, as inovações não necessariamente referem-se apenas à tecnologia, mas também ao pensamento e às pessoas.

Liderança 4.0 é um tema complexo e que merece a sua atenção. A Emeritus oferece o curso online "Estratégias Digitais para Negócios". Nas videoaulas, você aprenderá a liderar negócios da próxima geração. Para saber mais, entre na página do curso.

Comente

Receba Conteúdos exclusivos
sobre Business Management!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.