info Declaração sobre o COVID-19

Apesar de o vírus estar afetando a todos de formas diferentes, os nossos cursos online continuam, como planejado.
Considere a oportunidade de se juntar à nossa sala de aula global e online, tendo, dessa forma, uma experiência enriquecedora e interativa que vai estimular a sua carreira.

Como estudar online: 6 passos para aproveitar o tempo livre

Emeritus |18 junho, 2020 | 6 - minutos para ler

Em meio à prorrogação da quarentena, o que vem acontecendo em diversas regiões do Brasil devido aos aumento dos casos de Covid-19, muita gente teve seus compromissos diários suspensos, passando a trabalhar remotamente e a contar com um maior tempo ocioso.

A soma desses fatores tem levado as pessoas a identificarem o cenário atual como uma oportunidade de investir no próprio aperfeiçoamento profissional por meio do ensino a distância. Contudo, uma grande dúvida pode acabar surgindo ao longo desse processo: como estudar online de forma produtiva e escolher um bom curso?

Pensando nessas questões, trouxemos um passo a passo para ajudá-lo a colocar em prática os dois objetivos e, assim, agregar valor ao seu currículo. Acompanhe!

1. Mapeie as habilidades que quer desenvolver

Antes de iniciar um curso e saber como estudar online, tenha em mente que sua escolha não deve ser movida por impulso e nem pela necessidade de se manter funcional apenas em meio a um período atípico como o que vivemos.

Ao contrário, a decisão de realizar um curso deve ter como foco atender a sua expectativa de desenvolver novas habilidades profissionais. Portanto, trate de identificar quais são as competências que você deseja ter e mapeie-as com antecedência.

Por exemplo, se você atua no ramo da administração e quer aprimorar sua capacidade estratégica para gerar leads, divulgar produtos ou serviços online e aumentar a presença virtual da sua empresa, um curso de Marketing Digital é uma boa pedida.

Observando suas habilidades, você terá um olhar mais crítico durante a seleção de quais cursos valem ou não a pena investir.

2. Separe um horário fixo para estudar online

Além do mapeamento de habilidades, é importante que você faça uma análise do seu cotidiano para identificar os períodos em que não terá outras ocupações. Afinal, será necessário ter horários livres não só para assistir às aulas, mas também para conferir outros conteúdos do curso (como webinars, fóruns de discussão, atividades complementares, etc).

Tudo isso, é claro, sem mencionar os momentos para revisar o que já foi aprendido e debatido com os professores e colegas e ainda realizar pesquisas e estudos complementares.

Portanto, ao identificar um padrão — como um momento livre de segunda à sexta-feira, das 20 às 22 horas, por exemplo —, você poderá separar esse intervalo de tempo para dedicar à sua formação e não ter conflitos com outros afazeres durante o dia.

3. Crie sua própria metodologia de estudos

como estudar online

Depois de escolhido o curso, monte a sua própria metodologia de estudos, levando em conta as suas características e debilidades como estudante. Essa é a forma mais eficiente de assimilar os conhecimentos obtidos durante a realização do curso.

Por exemplo, se o conteúdo das aulas é mais teórico e há um volume considerável de material de leitura, mas você tem dificuldade em absorver os temas apenas pela leitura, sem problemas! Você pode investir na produção de resumos, fichamentos, mapas mentais e outra técnicas capazes de melhorar os raciocínios lógico e abstrato, a memória e a capacidade de interpretação.

4. Dedique-se diariamente

O quarto passo é ter uma rotina diária de estudos, da mesma forma que você teria caso as aulas fossem presenciais. Esse comprometimento é necessário para evitar a procrastinação de atividades curriculares e o comportamento de fuga — isto é, quando se começa algo novo e desafiador e a pessoa acaba optando por deixá-lo de lado para retomá-lo em outra circunstância, já que as primeiras dificuldades já a tiram da zona de conforto.

O problema é que, ao fazer isso em um curso a distância, há o risco do avanço do aprendizado ser afetado, assim como o comprometimento com as aulas do estudante. Para evitar essa situação, um artigo sobre comportamento humano divulgado no periódico American Journal of Lifestyle Medicine traz a solução.

É necessário manter uma rotina de tarefas dia após dia para desenvolver uma postura proativa, garantindo uma adaptação em um tempo menor e um desempenho eficiente frente aos novos desafios — algo que, a longo prazo, se tornará um hábito.

5. Coloque os conhecimentos em prática

Ao estudar online, não concentre os seus esforços apenas em acompanhar as aulas e as atividades propostas pelo curso. Afinal, essa é apenas a primeira parte do aprendizado, ou seja, o contato com o saber. A compreensão e a fixação do conhecimento ocorrem com a prática e a contextualização desse aprendizado.

Para tanto, é importante realizar exercícios, debater os assuntos estudados com os colegas, pesquisar por estudos de caso, ampliar o referencial bibliográfico (com livros sobre liderança, empreendedorismo, inovação, finanças, etc) e por aí vai.

6. Encontre uma boa instituição

Por último, mas não menos importante, encontre uma boa instituição. Na atual era digital, o que não falta são ofertas de cursos a distância com as mais diferentes durações e os mais variados conteúdos programáticos. Porém, nada garante a qualidade deles.

Por esse motivo, é preciso reservar um tempo para pesquisar a respeito do negócio que está por trás deles. Para isso, verifique a atuação da instituição no mercado (nacional e internacional), o reconhecimento da marca no contexto educacional e as parcerias com centros universitários renomados para o desenvolvimento de programas de educação, treinamento e desenvolvimento profissional. A Emeritus, por exemplo, tem convênios com o MIT, a Columbia Business School e a Tuck School of Business.

Veja também os profissionais que integram o corpo docente do curso — assim como o histórico acadêmico de cada um deles —, a metodologia de ensino empregada nas aulas e os recursos tecnológicos que facilitam o aprendizado e podem conectá-lo aos professores e aos colegas — o que permite e estimula o networking.

Não se esqueça de observar também o nível de profundidade, atualização e alinhamento do currículo pedagógico do curso com a realidade do seu campo de atuação.

Seguindo os passos que mencionamos, você saberá como estudar online, ter um bom rendimento no aprendizado, reduzir o risco de procrastinação e o mais importante: encontrará uma boa instituição para fazer um curso que realmente contribua com o seu desenvolvimento profissional e enriqueça o seu currículo.

Gostou deste artigo? Então não deixe de entrar em contato com a Emeritus e saiba como podemos ajudar você em sua jornada pelo conhecimento!

Comente

Receba Conteúdos exclusivos
sobre Business Management!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.